No circuito monta-se uma sequência de exercícios de musculação e/ou ginástica, também chamados de estações, onde cada um executa o exercício com uma série de repetições e carga de acordo com o objetivo específico e praticamente sem intervalo passa para o outro.

As possibilidades de variações são muitas e o circuito pode ser escolhido incluindo tanto exercícios específicos da modalidade de um atleta, como os que visem fortalecer os grupos musculares mais fracos de qualquer pessoa. Conjugando a intensidade, a carga, as repetições e o intervalo entre as estações podem ser estimulados tanto a resistência aeróbia como a anaeróbia atendendo os objetivos esportivos ou até quem deseja apenas emagrecer.